Descobrindo o Tarot

agosto 30, 2009

Exercício SPR – Às de Ouros

Filed under: Exercício SPR — Tags:, , , , — Leonardo Dias @ 11:33 PM

Seguindo a tendência de precursores, ontem a gente teve a Rainha de Ouros, hoje a gente vai falar sobre o Ás de Ouros, o primeiro ás a aparecer nesse exercício – realmente um bom sinal!

Os ases no Tarot representam a energia dos naipes em sua força total, bruta. O Ás de Ouros, portanto, personifica a força do naipe de Ouros, associado ao elemento Terra. Geralmente esse naipe aparece em leituras indicando assuntos materiais, vida prática, dinheiro, trabalho e estudo (no sentido de fazer), e aspectos materiais e palpáveis. Ao Ás de Ouros indica as bases materiais para o início de alguma coisa. Nela vemos um jardim florido e fértil, do ponto de vista de quem está dentro dele e olha para seu portão de saída, como se estivesse prestes a deixá-lo para ir a algum lugar. Um caminho leva até o portão e, através desse, para frente. Ao fundo, podemos ver no horizonte dois cumes de uma montanha. Podemos ver isso como uma metáfora que simboliza as bases sólidas que precisamos para ir em busca dos nossos objetivos, e do nosso sucesso (as montanhas). No três de paus, podemos ver o personagem já no cume dessa montanha.

Casa 1 – A Situação

  • Resultados práticos começando a aparecer, ou já existentes;
  • O dinheiro ou os recursos básicos para conseguir algo desejado já existem, e estão presentes;
  • Como situação, podemos ver o começo de um trabalho ou estudo que tem tudo para dar certo, pois o consulente dispõe das ferramentas necessárias;
  • Às vezes, esses recursos existem como “presentes” – dons, talentos, ou mesmo um presente de alguém. Por exemplo, você quer começar a estudar Tarot e ganha de um amigo seu primeiro baralho, ou seu primeiro livro.

Casa 2 – O Problema/desafio

Os ases, apesar de serem cartas fortes, transbordando de energia, não indicam mais do que potencial. Não existe ainda nenhuma realização nos ases, eles são só as fontes de onde podemos extrair a realização. Na posição dois da disposição SPR, essa carta pode mostrar uma dificuldade de acessar essa fonte – o consulente tem as bases, mas não consegue ou não sabe como usá-las. Esse ás em especial não mostra mais do que os recursos. Pertencente ao elemento terra, ele indica geralmente coisas tangíveis – ele ainda precisa de vontade (fogo), emoção (água) ou ideias (ar) para ser usado. Nesta posição, essa carta também poderia indicar a ausência desses outros três elementos.

Casa 3 – Os Recursos/vantagens

É nessa posição que o Ás de Ouros fica mais confortável. Apesar de ser uma carta neutra, a gente costuma dar a ele conotações positivas. Aqui, ele indica que o consulente dispõe de exatamente tudo o que ele precisa para seguir em busca do que deseja. Mostra recursos tangíveis abundantes, especialmente materiais.


Recentemente, essa carta apareceu para mim em uma consulta que fiz sobre meus estudos do Tarot. Eu tinha acabado de fazer uma leitura para uma moça, e estava me sentindo meio decepcionado com o meu desempenho, apesar de a consulente ter gostado. Fiz uma consulta sobre isso, usando a disposição de Situação, Problemas e Recursos, e o resultado foi o seguinte –

Consulta dia 30ago2009, sobre estudos de Tarot, copia II

O Ás indica um momento em que eu coloco em prática as coisas que eu estudei. Ele mostra um encontro com o mundo real, a manifestação dos meus estudos de forma objetiva – minhas ideias tornando-se algo tangível, real. A carta, neutra, mostra que isso foi o que basicamente aconteceu. No entanto, a Rainha de Ouros na posição dois diz que meu progresso é atrapalhado pela falta de flexibilidade e por meu apego ao que é estabelecido e familiar. A Rainha aqui aparece como um aspecto da minha personalidade, e mostra uma dificuldade em arriscar-se. Ela segura o Ás próximo ao seu útero, sugerindo fertilidade e gestação. Nesta posição, esse símbolo se tinge de matizes meio aprisionadores e lentos demais. A rainha de ouros é demais presa às suas certezas para abandoná-las, mesmo diante de situações que exigem tal atitude. As duas cartas juntas fazem um excesso do elemento terra na consulta, o que deixa as coisas ainda mais lentas, quadradas e pouco mutáveis. Por fim, a Torre vem pra por tudo isso abaixo, sacudindo as estruturas fixas das minhas teorias, em nome da realidade prática. Tal carta mostra que eu posso usar ao meu favor as descobertas inesperadas que eu fiz sobre eu mesmo e minha forma de interpretar. Eu vejo a torre da carta como o corpo de concepções que eu construí. Essa carta me lembra de que as concepções são, no final das contas, uma representação da realidade, e que tomar uma coisa pela outra é perder-se no engano.

A atividade, representada pela Torre (fogo) fica sufocada por tanta pressão. A Torre aqui perde um pouco de sua força. A rainha fica mais forte, o que chama mais a atenção para sua inflexibilidade.

Anúncios

2 Comentários »

  1. Oi, Leoanrdo,
    gostei da sua leitura do hierofonte. Vc. faz leitura de tarôt?Se faz como?
    Abs.
    Inês

    Comentário por maria ines berloffa — setembro 20, 2009 @ 11:24 AM

  2. […] Ás de Ouros […]

    Pingback por Índice de Posts « Descobrindo o Tarot — dezembro 8, 2009 @ 1:40 AM


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: