Descobrindo o Tarot

agosto 26, 2010

SÉRIE ‘LEITURA DE CARTAS’, VIDEO I – INTRO + IMAGEM

Filed under: Videos — Tags:, , , , , — Leonardo Dias @ 5:12 AM

Faz já algum tempo que eu tive a ideia de gravar uma série de videos sobre leitura de cartas, tratando da parte prática do Tarot. Para falar de uma coisa prática, nada melhor que um video, que apresenta um tipo de comunicação mais dinâmico.

Nessa série, eu pretendo tratar de vários aspectos da leitura de cartas, falando tanto do processo de ler cartas em si, com dicas e ideias, quanto de algumas implicações teóricas mais imediatas que se escondem por trás desse ato.

Uma coisa que eu acho importante ressaltar é que, apesar de eu ter optado por expor a informação mais ou menos em tópicos definidos, essa série de videos não se trata de um curso, ou alguma coisa assim. Eu não sou professor de Tarot. Minha intenção é, antes de tudo, expressar meus pensamentos acerca da atividade da leitura de cartas, e abrir espaço para mais discussão a esse respeito.

A imagem é o elemento mais básico do Tarot, a essência do Tarot é a imagem, então nada mais apropriado que começar falando sobre isso. No primeiro video da série, eu falo um pouco sobre a importância da relação com a imagem para um leitor de cartas, o processo de percepção da imagem, e sua influência em nossa mente.

Espero que gostem! Opinem, discutam, comentem, perguntem J

Anúncios

6 Comentários »

  1. léo, ótima ideia incluir vídeos no blog; continue produzindo-os, são ótimas ferramentas para a comunicação.
    Léo, descobri o Tarot a pouco tempo, pouco mais de 1(um)ano, e foi amor a primeira vista (ou a primeira leitura, ao primeiro contato); hoje estou me “soltando” mais, porque no início era muito apegada ao significado das cartas, de forma literal, a uma espécie de esquema, e o pior é que achava que não podia abandonar o tal “esquema” acreditando que tinha que seguí-lo de forma fiel… dessa forma não percebia que na verdade estava aprisionando minha imaginação e que o Tarot não é uma doutrina com seus dogmas, ao contrário, não admite tais correntes (algumas pessoas ainda tentam acorrentá-lo), mas o Tarot sugere o fluir da imaginação, do subjetivo… da liberdade.

    o Tarot é a arte de ler IMAGENS.
    abraço.
    Valentina

    Comentário por Valentina — agosto 26, 2010 @ 2:08 PM

    • Oi!
      Sim, eu decidi que videos são bem legais, é um tipo de comunicação mais instantânea, e mais dinâmica, acho que muitas pessoas gostam. E sobre o que você disse, sim, eu não poderia concordar mais. Eu acredito que, como eu sempre digo, cada pessoa encontra ou cria sua forma de ler as cartas e praticar, e é claro que é possível ler as cartas dentro de uma estrutura, seja ela mais ou menos dogmática. No entanto, as possibilidades se multiplicam quando você aprende que estruturas são como rodinhas de bicicleta, e no momento certo, você pode se sentir livre pra caminhar com seus próprios pés. Eu falo sobre isso nos videos seguintes. Mas enfim, eu acho que não tem estrutura ou método nenhum que possa substituir o nosso contato puro com as imagens.

      Claro, como eu já disse aqui, o significado das cartas tem uma origem e uma razão de ser – mas isso não quer dizer que ele valha por si, não acredito nisso.

      Brigado pela participação!

      Comentário por Leonardo Dias — agosto 26, 2010 @ 9:46 PM

  2. Leonardo,

    parabéns pela iniciativa e pelo conteúdo! Eu penso que tudo gira em torno de símbolos, nossa escrita, nossa fala, nosso silêncio… Somos criaturas simbólicas por essência natural, apenas demoramos a perceber esta via de manifestação e discernimento.

    Abraços do Ari.

    Comentário por Arierom — agosto 27, 2010 @ 12:34 AM

    • Pois é, semiótica. Palavras também são símbolos. Uma vez eu li que a religião caracteriza um ponto de desenvolvimento humano, porque ela é basicamente abstração. Se a gente for mais a fundo na questão do símbolo, a gente vai ver que ele se baseia numa habilidade nossa de fazer abstração, de usar uma coisa para representar outra – é uma partida de uma relação direta com a realidade externa, onde cada coisa existe apenas por si mesma. Nesse sentido, eu vejo o símbolo como algum tipo de salto.

      Só que eu acho o seguinte – verbo é uma coisa, imagem é outra. Existe uma diferença de natureza aí, não exatamente no caráter simbólico desses dois elementos, mas mais no tipo de linguagem usada para simbolizar. De certa forma, imagens são mais primitivas, e devem falar com um lado mais fundo da nossa mente. E eu falo aqui especificamente da imagem produzida, como eu digo no video. A gente não desenvolveu a representação por imagem bem antes de desenvolver a escrita? Acho que, enquanto a escrita oferece uma possibilidade maior de racionalizar, a imagem fala uma língua muda e rica, e é aí que eu vejo sua beleza.

      Tarot é muito ars memorativa…

      Brigado pela participação, e pelo apoio, Ari!!

      Comentário por Leonardo Dias — agosto 27, 2010 @ 12:43 AM

  3. Olá Leonardo.

    Costumo passar muito tempo neste blog. Acho muito bem escrito, com análises muito evoluídas e pertinentes. Achei excelente a iniciativa dos vídeos. Parabéns.

    Comentário por Circe — agosto 29, 2010 @ 12:59 PM

    • Oi, Circe!

      Muito obrigado, eu fico muito feliz por saber que você aprecia meu trabalho 🙂

      Sobre os vídeos, eu percebi que o audiovisual oferece tanta possibilidade. Seria burro não trazer isso pro blog.

      Espero te ver mais por aqui!

      Comentário por Leonardo Dias — agosto 29, 2010 @ 1:10 PM


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: