Descobrindo o Tarot

novembro 6, 2010

CASTELO DE CARTAS

Filed under: Lembretes, Notas — Tags:, , , , — Leonardo Dias @ 5:27 AM

Imagem alternativa para a Torre – House of Cards. Se desfazendo. No ar. Existe certa beleza nisso. Como a beleza dos filmes de catástrofe (mais sobre isso logo abaixo).

.

“Cortem-lhe a cabeça!” gritou a Rainha com o máximo de sua voz. Ninguém se moveu.“Quem se importa com você?” disse Alice (ela acabara de crescer até o seu tamanho normal).”Vocês não passam de um maço de cartas!”Naquele momento, todo o baralho voou pelos ares e começou a cair em sua direção (…)

.

Tive um sonho com a Torre hoje. Uma voz me disse que ela é originalmente um símbolo fálico, mas que as pessoas com o tempo passaram a associar ela aos significados corriqueiros de hoje. No sonho, uma torre como que num filme de animação com papéis aparecia, com raios e chuva.

.

Alguémparouprapensarque,setemumraionaTorre,éporquetavachovendo?

.

Acordei com House of Cards do Radiohead, album In Raibows (2007), tocando na minha cabeça, e assim ficou por boa parte do dia.

.

ATorrecorrespondeaMarte. Marte rege acidentes, catástrofes, violência – e também tem a ver com o falo, aliás (vide seu símbolo K). Pênis. (eu pessoalmente acho que essa palavra não dá muito bem o feeling do membro e si, mas tudo bem)

.

.

Cinco segundos.

Quatro.

Três.

Talvez, um.

É o tempo pra que algo

passe de ser de tudo,

a ser nada.

É o tempo pra que algo

venha abaixo.

.

Cinco segundos.

Um.

Meio.

É o tempo que dura

um orgasmo.

Ou o clímax de uma música.

.

.

.

Imagem (demasiadamente) alternativa da Torre. O foguete sobe. Tem fogo, tem explosão, tem barulho, tem toda uma estrutura que se desfaz. O foguete é um falo. E ele sobre pros céus – pras estrelas.

Foguetes e exploração espacial são regidos pro Urano. Urano é visto por alguns como a ‘oitava superior’ de Marte. Talvez o foguete seja a versão hyper-moderna da Torre 😛

Como eu disse faz um tempo, eu gosto de filmes de catástrofe, tipo aqueles de fim de mundo. Abaixo, uma seleção de cenas desse estilo.


Anúncios

3 Comentários »

  1. Torre – falo – desgraça

    Que bela combinação. Três palavras que sinceramente não me parecem ter muito a ver umas com as outras!!!

    Vamos começar pelo falo… Torre = falo? Se for a analisar todos os objectos que existem no mundo muitos são “falos”. Será o homem (masculino) a querer mostrar quem manda? (Homem versus Mulher).Será assim tão simples ou esta é uma ideia simplesmente redutora e extremamente pobre?

    Falo, aparelho reprodutor. Serve para procriar… Logo serve para espalhar o ser humano por todo o lado. A sobrevivência. Se calhar tantos simbolos do falo não são machistas mas sim uma ideia de que o homem como ser humano, como animal, existe e domina sobre todos os outros animais. Ideia de poder. Falo pode-se associar a poder. Virilidade a poder.

    Poder, mandar, dominar. Não necessariamente dominar as mulheres. 😉

    RAIOS E CHUVA SOBRE A TORRE. Dilúvio? Uma espécie de Arca de Noé que afinal não é assim tão segura pois é um para-raios?

    Chuva sobre a Torre. Imagino-me numa torre muito alta. Imagino-me a olhar lá para baixo e ver a chuva a cair.Os terrenos alagados. A trovoada… Não é uma imagem lá muito bonita. Estará de dia? Estará de noite? E porque é que estou no cimo da torre? Não há lugar melhor para estar durante uma tempestade? Se calhar subi para me proteger, por cobardia, por medo de enfrentar o que está lá em baixo.

    Serei uma pessoa importante com responsabilidade e refugiei-me na torre para fugir dessas responsabilidades? Esta torre não tem dragão. Ou o meu dragão é o medo e a cobardia?!

    O vento é forte… os meus cabelos voam. Afinal aqui em cima não é nada confortável e nem é um refúgio decente. Agarro-me à beira da torre… Está muito vento, chuva.

    A minha roupa começa a ficar encharcada e eu questiono-me afinal o que faço aqui em cima se afinal estou igual ou pior do que lá em baixo?

    E é então que acontece a possibilidade de 1 para 1 000 000 … Um raio atinge-me e caio da torre… De cabeça para baixo. Em direcção ao chão. O chão do qual eu fugi. O encontro é inevitável…e este encontro será muito amargo…

    FOGUETE – fuga para longe do mundo conhecido… ou apenas vontade de conhecer novos mundos?

    Torre – catástrofe… Quanto mais alto estivermos maior é a queda, diz o ditado. Subimos sem pensar nas consequências? Sem nos protegermos contra os possíveis perigos? Achamos que estamos incolúmes a tudo (como se fossemos pequenos deuses)? O orgulho é um pecado capital. Por alguma razão é um PECADO.

    Torre, catástrofe, chuva, tempestade, relâmpago…

    IDEIA: Ilusão.

    E se a torre não passa de uma ilusão que vamos construindo construindo construindo… E um dia vem a realidade (vento, chuva, relampago) e nos joga para fora dessa ilusão, essa torre que afinal não nos protege (até a sua segurança é falsa). E quanto mais alta a torre maior a queda e maior a desilusão proveniente de uma ilusão tb grande.

    Existe alguma ilusão que nos leve a sítio seguro? Quantas torres erguemos só para depois as vermos caír em desgraça…

    Torre – engano – desilusão – falo – falso poder – caos ainda maior…

    Comentário por Sandra Andrade — novembro 6, 2010 @ 7:36 AM

    • Hey!

      Muito legal seu raciocínio. Eu também tenho essa ideia da torre como uma grande construção de ilusões que se desfaz.

      RAIOS E CHUVA SOBRE A TORRE. Dilúvio? – Muito legal isso, muito mesmo. Eu acho que está de noite na torre, o que deixa as coisas ainda mais assustadoras. Eu gostei da sua construção de cena, eu também imagino as coisas assim, rs.

      Brigado pela participação!

      Abç

      Comentário por Leonardo Dias — novembro 7, 2010 @ 10:21 PM

  2. 1.Vivemos na nossa Torre em relação ao Tarot?

    Comentário por Sandra Andrade — outubro 25, 2010 @ 12:31 PM

    Responder

    Eu acho que vivemos na nossa Torre em relação a tudo. Eu acredito que seria inocente afirmar assim, de uma vez, que o Tarot nos liberta da Torre. Acho mais que ele nos dá vislumbres, mas essa questão tá aberta pra discussão, realmente. É uma boa ideia de discussão, aliás.

    Comentário por Leonardo Dias — outubro 26, 2010 @ 7:56 PM

    POST ANTERIOR SOBRE O TAROT…

    Comentário por Sandra Andrade — novembro 6, 2010 @ 7:39 AM


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: